Colunistas | Prof. Dr. Daniel dos Santos | Índice de Massa Corporal (IMC) e Composição corporal: são a mesma coisa?

18
0
COMPARTILHAR
. Docente-Pesquisador do Programa de Mestrado e Doutorado em Promoção de Saúde e curso de Educação Física/UNIFRAN . Coordenador da Pós-Graduação Lato Sensu -Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva/UNIFRAN . Sócio proprietário do Espaço Dâmi – beleza e saúde/Patrocínio Paulista-SP

 

Patrocínio Paulista:-A imagem abaixo demonstra que ambos os indivíduos apresentam a mesma massa corporal total, ou seja, o mesmo peso. O exemplo da imagem até pode trazer um questionamento: Os indivíduos que tem o mesmo peso, portanto apresentam a mesma composição corporal??? Sobre isto falaremos mais adiante.

Em muitas situações isto é comum, ou seja, muitos indivíduos apresentam o mesmo Índice de Massa Corporal (IMC). O IMC é a relação entre peso e altura. É através dele que podemos diagnosticar se o peso está normal, sobrepeso ou obeso. Podemos obter o resultado do IMC pela fórmula: IMC = Peso (kg)÷ altura ao quadrado(m). Para adultos, o IMC normal aponta quando o resultado fica entre 18,5 e 24,9 Kg/m2. Um IMC elevado está relacionado com o surgimento de doenças como diabetes, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.

 

Por outro lado a avaliação da composição corporal permite saber qual a proporção entre músculo e gordura e assim podemos interpretar de maneira diferente, indivíduos que tem o mesmo peso, porém diferentes proporções entre músculo e gordura. Mais como é possível saber esta proporção?…Existem diferente métodos para avaliarmos (músculo x gordura), sendo os métodos de dobras cutâneas e bioimpedância os mais comuns que são utilizados nas academias, clinicas, etc. Enfim… porque é importante saber quanto tenho de músculo e gordura? O metabolismo diário (gasto de calorias que um indivíduo tem ao longo das 24h) depende da quantidade de massa muscular, ou seja, quanto mais músculo, mais elevado vai ser o gasto de calorias. Em um programa que objetiva reduzir o peso corporal, monitorar quantidade de músculo é fundamental. Sabe-se que quando nos submetemos a uma dieta inadequada, podemos reduzir esta massa muscular. Outro fator que merece destaque, é que diminuímos a massa muscular com o decorrer da idade, que por consequência acabamos diminuindo a força e a resistência muscular. A força muscular começa a diminuir em torno dos 40 anos e essa queda se acelera após os 60 anos. Para cada 10 anos, após os 25 anos, de 3 a 5% da massa muscular é perdida. Como consequência, após os 74 anos, homens e mulheres tem dificuldade de levantar/transportar objetos cujo peso seja maior que 4,5 Kg. Lembrando que esta perda é mais acentuada em pessoas sedentárias. A perda da massa muscular e força muscular, sobretudo na terceira idade, afetam de maneira significativa a qualidade de vida. Tarefas simples, como por exemplo, arrumar a casa, levar o lixo para fora, subir escadas, acaba representando um estresse muito elevado para corpo destas pessoas, o que leva a dependência diária. Então… Ficam as dicas: além de avaliar seu IMC, procure saber como está a sua composição corporal e força muscular. Passe pelo seu médico….se alimente corretamente…Pratique atividades físicas regulares sob supervisão de um profissional de Educação Física. E para fazer tudo isso, não precisa chegar aos 40, 50 , 60 ou 70 anos. Este é o momento!

Dessa maneira, terá corpo e mente mais saudáveis. VIVA A VIDA!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Campo obrigatório