Relembrar faz bem | Marchinhas de Antigos Carnavais

36
0
COMPARTILHAR

 

Chiquinha Gonzaga foi uma mulher a frente de seu tempo. Sua paixão pela música a fez enfrentar muitas dificuldade e preconceitos; numa época em que a mulher era preparada apenas para o casamento e a educação dos filhos. Mas, Chiquinha sonhava alto e com coragem venceu todos os obstáculos e tornou-se musicista e a primeira maestrina do Brasil.

Ela tinha cinquenta e dois anos e netos, quando compôs a famosa e também a primeira marchinha do Carnaval brasileiro, a obra prima “Abre alas” no ano de mil oitocentos e noventa e nove.
Esta canção fora encomendada para o enredo do cordão carnavalesco Rosas de Ouro do rio de Janeiro. As décadas de vinte, trinta e quarenta foram marcadas por grandes sucessos das marchinhas cantadas no Rádio por cantores famosos.

 

Carmem Miranda foi considerada a mais popular cantora de marchinhas de carnaval. Orlando Silva “o cantor das multidões” gravou “Jardineira” composição de Benedito Lacerda e Humberto Porto, que foi a mais cantada em todos os bailes de Carnaval deste nosso imenso Brasil. Será que você se lembra da melodia?

Então, vamos juntos cantar:
O Jardineira por que estás tão triste?
Mas o que foi que te aconteceu?
Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros
E depois morreu
Vem Jardineira
Vem meu amor
Não fiques triste
Que esse mundo é todo teu
Tu és muito mais bonita
Que a Camélia que morreu.

Pesquisa: Maria Zelia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Campo obrigatório