Santa casa rejeita acordo com a Prefeitura

36
0
COMPARTILHAR

Repasse para plantão fica suspenso à partir de 1 de janeiro de 2018.

 

Patrocínio Paulista:– A Prefeitura Municipal enviou à Santa Casa proposta de convênio para repasses de recursos para custear o plantão 24 horas no hospital. Entretanto, a proposta foi rejeitada pela administração da Santa Casa.

Em resumo a proposta, previa o repasse para o hospital custear o plantão médico 24 horas, retaguarda médica, materiais hospitalares e ainda, a prefeitura cederia à Santa Casa um enfermeiro, dois Técnicos de enfermagem e um auxiliar de limpeza.

Cabe destacar, que a atual administração sempre prezou pelo convênio com a Santa Casa, tanto que logo que assumiu a administração, liquidou todos os débitos com a instituição deixados pela Administração anterior e firmou novo convênio cujos repasses foram efetuados integral e pontualmente.

Entretanto, diante da recusa da atual administração do hospital em renovar o convenio, a Prefeitura Municipal não tem alternativa senão a de reforçar o atendimento básico nas Unidades Municipais de Saúde e os plantões de casos de urgência e emergência deve continuar sendo atendidos pelo hospital.

Por fim a administração municipal destaca que todos os esforços serão feitos no sentido de reforçar os atendimentos e a Saúde no município a fim de minimizar quaisquer danos à população.

Palavra do prefeito:
“Lamento profundamente que Nossa Administração venha sofrendo dificuldades para celebrar o convenio com a Santa Casa. Todos sabem do amor e dedicação que eu e toda minha família sempre tivemos pelo Hospital. Sempre fui médico da Santa Casa e me orgulho muito disto, mas apesar do grande amor que sempre tive pelo hospital, hoje sou Prefeito Municipal eleito pela vontade da maioria esmagadora da população e, enquanto prefeito, meu compromisso é sempre fazer o melhor pela população e administrar o município e os cofres públicos com responsabilidade. A Saúde continua sendo PRIORIDADE da minha ADMINISTRAÇÃO, e faremos todo o esforço possível para superar esta crise que se instalou e cada vez mais melhorar o atendimento da população, mas NÃO desistiremos da Santa Casa. A Santa Casa é do povo.

 

Secretário de Saúde vai a Câmara e explica impasse com a Santa Casa

 

Em sessão Extraordinária na Câmara Municipal de Patrocínio, no dia 28 de dezembro de 2017, o então Presidente Ricardo Rocha, fez o comunicado sobre o provedor da Santa Casa, que foi convidado e não compareceu para debater com os vereadores, e de ultima hora mandou um ofício com inúmeras páginas. O mesmo disse que o oficio estava à disposição dos vereadores, pois ele não faria a leitura porque o provedor não tem o merecimento, devido a falta de consideração e respeito, pois não cumpriu com o dever de um provedor de uma Santa Casa. Não compareceu em 02 convites e não respeitou a população, principalmente.

Em sessão Extraordinária na Câmara Municipal de Patrocínio, no dia 28 de dezembro de 2017, o então Presidente Ricardo Rocha, fez o comunicado sobre o provedor da Santa Casa, que foi convidado e não compareceu para debater com os vereadores, e de ultima hora mandou um ofício com inúmeras páginas.

O mesmo disse que o oficio estava à disposição dos vereadores, pois ele não faria a leitura porque o provedor não tem o merecimento, devido a falta de consideração e respeito, pois não cumpriu com o dever de um provedor de uma Santa Casa. Não compareceu em 02 convites e não respeitou a população, principalmente. Hospital rejeitou acordo para renovação do convênio para atendimento do plantão 24 horas.

O secretário Municipal de Saúde, Valdeir Sanguino, esteve na Câmara de Patrocínio Paulista, na noite de ontem, dando explicações aos vereadores a respeito do impasse entre a Santa Casa e Prefeitura para a renovação da parceria no atendimento do plantão 24 horas.

Segundo ele, o atual provedor do hospital não aceitou a proposta do município, válida inicialmente entre os meses de janeiro a abril, para o atendimento do plantão. Na prática, o valor repassado pela Prefeitura seria suficiente para custear o plantão médico, a retaguarda médica (que é quando um especialista é chamado para atender o paciente); materiais hospitalares e, ainda, o pagamento de um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e um auxiliar de limpeza.

Com o repasse suspenso para o plantão, o secretário confirmou que o município vai reforçar o atendimento básico nas Unidades Municipais de Saúde. Já os plantões em situações de urgência e emergência devem continuar sendo atendidos pelo hospital. Os vereadores questionaram o secretário que respondeu a todas as perguntas. O vídeo completo com a participação de Valdeir e dos vereadores pode ser conferido no Canal TV Câmara.

A participação do secretário começa a partir dos 40 minutos da sessão.

Fontes: Prefeitura e Câmara Municipal de Patrocínio Paulista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Campo obrigatório